Sexta, 17 de Setembro de 2021
17°

Poucas nuvens

Três de Maio - RS

Saúde Variante

Casos da variante Delta são confirmados em Santo Ângelo

Dois casos foram confirmados pela 12ª Coordenadoria Regional de Saúde na quarta-feira (1)

02/09/2021 às 08h45
Por: Giovana Herpich
Compartilhe:
Casos da variante Delta são confirmados em Santo Ângelo

A  12ª Coordenadoria Regional de Saúde confirmou no fim da tarde desta quarta-feira, 1, como positivos para variante Delta os exames encaminhados ao Laboratório Central. Tratam-se de duas amostras de sangue que haviam sido encaminhadas pelo Lacen ao Rio de Janeiro, para análise e confirmação por parte da Fiocruz.

Há cerca de duas semanas, o próprio Lacen já havia confirmado que as duas amostras eram da variante Delta da Covid-19, mas o Ministério da Saúde estabelece que é da Fiocruz a competência para a confirmação da nova cepa. 

Com os resultados postivos, o coordenador regional de Saúde, Yuri Sommer, solicita que a população continue com medidas importantes como o distanciamento social, uso de máscaras e álcool em gel. O coordenador também alertou para a importância de que as pessoas que ainda não se vacinaram, procurem as secretaria de saúde para receber a imunização.

Como se proteger da variante Delta?

Para os especialistas, as regras básicas de prevenção seguem as mesmas: uso correto de máscaras, distanciamento físico, boa ventilação dos ambientes e higiene das mãos.

Como fica a proteção com a variante Delta após vacinação contra COVID-19?

Contra a Delta ou qualquer outra cepa, a lógica é: quem recebeu duas doses está mais protegido do que quem recebeu apenas uma aplicação – e estes, por sua vez, estão mais a salvo do que quem não ganhou nenhuma dose.

O que se sabe sobre a variante Delta?

Surgida na Índia, a variante delta do coronavírus já foi registrada em mais de 120 países e trouxe preocupação ao mundo. A cepa é altamente transmissível e levou a uma explosão de mortes em nações como Indonésia e Tailândia.

Quais são os sintomas da variante do coronavírus?

O paciente com a variante Delta apresenta sintomas que parecem uma gripe e são semelhantes com outras variantes, como dor no corpo, coriza e tosse seca.

Como ocorre a transmissão do novo coronavírus?

A transmissão ocorre, principalmente, de pessoa para pessoa e seu período de incubação, que é o tempo para que os primeiros sintomas apareçam, pode ser de 2 a 14 dias.

Formas de contágio:

- gotículas de saliva;

- espirro;

- tosse;

- catarro;

- contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão.

> Receba todas as notícias do Clic Noroeste no seu WhatsApp. Clique aqui

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários