Especiais Saúde

Impactos da cultura e lazer na saúde

Dr. Valdemar F. Borges Neto bateu um papo com Rosane Lopes e Nina Kuhn sobre os "Impactos da cultura e lazer na saúde".

22/07/2021 10h27 Atualizada há 1 semana
Por: Giovana Herpich
Impactos da cultura e lazer na saúde

Dr. Valdemar F. Borges iniciou na faculdade com apenas 17 anos, e hoje já possui completos 22 anos de profissão. O médico relatou que desde o início da faculdade, sempre gostou muito da neurologia, e por isso decidiu seguir esta área para atuar. 

A neurologia é uma especialidade da medicina que foca na análise diagnóstica de tratamento de doenças do sistema nervoso e tem sobreposição com diversas outras especialidades, já que o sistema nervoso controla praticamente todo o corpo.

Sobre os impactos da cultura na saúde, o Dr. Valdemar relatou três atividades e hábitos que o mesmo realiza no dia a dia e que auxiliam na produtividade e no bem estar de qualquer pessoa.

Cuidar da saúde mental é essencial, e para isso, é necessário ter um tempo para si e para fazer o que mais gosta, como praticar esportes, que auxilia tanto no físico como em aspectos mentais, melhorando a concentração e o aprendizado. Ainda, estudar é algo extremamente importante para a saúde. Não sendo necessário estudar somente o técnico da área em que se atua, mas sim, diversas outras áreas de interesse, para não ficarmos culturalmente restritos. Para finalizar, deve-se passar tempo com as pessoas queridas.

Ainda no âmbito cultural, o neurologista destacou o poder que as músicas têm em mudar o nosso estado de espírito, podendo nos entristecer ou alegrar, de acordo com o que ouvimos. A escolha musical acontece de acordo com a ênfase que queremos dar para o momento.

Para a saúde, a importância do sono na qualidade de vida e para a performance física e mental da pessoa é fundamental. A pessoa que dorme mal ou pouco, pode ter uma queda de performance, que acarretará em outros problemas. Rotineiramente dormir mal pode ser muito prejudicial à saúde. 

“O estilo de vida é um grande determinante no desenvolvimento de doenças”

Sobre o diagnóstico de doenças, o Dr. Valdemar destacou a importância do grau de entendimento do paciente a respeito do que ele apresenta, já que se a pessoa não aceita o que ela tem ou nega, o tratamento se torna extremamente difícil, já que se torna inviável tratar uma pessoa contra sua vontade. Para um tratamento eficaz, é necessário que o paciente reconheça e aceite seu diagnóstico e esteja disposto a receber ajuda. 

“Não existe saída fácil ou uma pílula mágica, envolve uma atitude e deve-se entender, que o principal responsável pelos problemas e transtornos que a gente tem é talvez a nossa própria maneira de viver”.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.