Saúde Covid-19

Variante do AM do coronavírus está em 92% das amostras no Brasil

De 2.151 genomas sequenciados no mês de abril, 1.979 eram da cepa P.1; em março, prevalência era de 86%

01/06/2021 08h55 Atualizada há 3 semanas
Por: Redação Fonte: R7
Em janeiro, variante P.1 representava 28% do total de amostras analisadas - (Foto: Reprodução/National Institute of Allergy and Infectious Diseases)
Em janeiro, variante P.1 representava 28% do total de amostras analisadas - (Foto: Reprodução/National Institute of Allergy and Infectious Diseases)

Dados do monitoramento genômico do coronavírus causador da covid-19 da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) mostram que a cepa P.1, identificada em Manaus (AM) em janeiro, já se tornou predominante no Brasil, representando no mês de abril 92% de todas as amostras sequenciadas pela rede.

A variante é apontada como ingrediente na chamada segunda onda de infecções e mortes em todo o país no mês passado. Em março, a P.1 já aparecia em 86% do total de genomas do SARS-CoV-2 analisados no país.

Em fevereiro, a variante era responsável por 57% dos casos de covid-19, e em janeiro, 28%.

O monitoramento da Fiocruz mostra uma clara substituição das variantes que circulam no país a partir de dezembro. As cepas B.1.1.33 e B.1.1.28 eram as que mais circularam durante o pico de infecções no ano passado. Estas duas variantes atualmente representam menos de 4% do total de casos.

Inicialmente a P.1 foi observada com maior frequência no Norte. No entanto, passou a ser dominante em todas as regiões do pais a partir de março, com percentuais de incidência que variam entre 91,3% (Sudeste) a 100% (Norte e Sul).

Devido às mutações que sofreu, a variante P.1 é mais transmissível que as cepas tradicionais e também associada a uma possível carga viral maior nos indivíduos infectados por ela.

Esta é uma das seis variantes de preocupação classificadas pela OMS (Organização Mundial da Saúde), assim como as identificadas no Reino Unido (B.1.1.7), na África do Sul (B.1.351), Califórnia/EUA (B.1.429 + B.1.427), Nigéria (B.1.525) e Índia (B.1.617).

A variante indiana teve oito casos confirmados no Brasil (todos importados), segundo o Ministério da Saúde.

> Receba todas as notícias do Clic Noroeste no seu WhatsApp. Clique aqui.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Três de Maio - RS
Atualizado às 20h51 - Fonte: Climatempo
16°
Pancada de chuva

Mín. 12° Máx. 19°

16° Sensação
19.7 km/h Vento
68.8% Umidade do ar
83% (25mm) Chance de chuva
Amanhã (24/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 19°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sexta (25/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 19°

Sol com muitas nuvens