Rural Status

Exportações de carne suína podem crescer até 35%

Com o reconhecimento da OIE estados livres de aftosa podem se beneficiar.

28/05/2021 10h27
Por: Redação Fonte: Agrolink
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Nesta quinta-feira (27) a Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) reconheceu seis estados brasileiros como livres de febre aftosa sem vacinação. Dois deles devem ver impulsos não somente nas proteínas bovinas mas na carne suína. A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) projeta novas oportunidades para o  Paraná e do Rio Grande do Sul.

A entidade acredita que os dois estados podem aumentar suas vendas acima de 10% ainda este ano, podendo alcançar até 35% em 2022, quando comparado aos volumes embarcados em 2020. “Isto, com a possibilidade de embarques de carne suína com osso e miúdos para o mercado chinês, atual principal importador dos produtos brasileiros”, analisa o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

No caso do Rio Grande do Sul, há potencial para alcançar até 293 mil toneladas neste ano, gerando receita de aproximadamente US$ 715 milhões - 86 milhões a mais que em 2020. Em 2022, as vendas gaúchas poderão alcançar 350 mil toneladas, com uma receita cambial estimada de US$ 850 milhões. Como referência, em 2020 os embarques totais do estado alcançaram 261 mil toneladas com uma receita de US$ 629 milhões.  

No caso do Paraná, existe potencial para que o estado exporte aproximadamente 145 mil toneladas em 2021, um acréscimo de mais de  5% em relação ao ano de 2020, com receitas estimadas da ordem de US$ 332 milhões. Para 2022, estimativas indicam que poderão ser exportadas 165 mil toneladas com uma receita cambial de US$ 377 milhões

Juntos, Paraná e Rio Grande do Sul poderão ter receita cambial superior a US$ 1,2 bilhões em 2022, muito acima dos US$ 820 milhões auferidos em 2020.

“Estes estados terão possibilidade de acesso aos mercados mais exigentes do mundo, como é o caso do Japão, EUA, Coreia do Sul, Chile e Filipinas, e este reconhecimento reforça ainda mais a excelência dos serviços sanitários brasileiros, seja federal, estadual ou municipal”, ressalta o diretor de mercados da ABPA, Luís Rua.

Paraná e Rio Grande do Sul se somam aos estados do Acre e Rondônia e de parte do Amazonas e de Mato Grosso, que estão entre as novas áreas reconhecidas. Até então, apenas Santa Catarina era detentora deste status desde 2007.

> Receba todas as notícias do Clic Noroeste no seu WhatsApp. Clique aqui.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Três de Maio - RS
Atualizado às 21h53 - Fonte: Climatempo
14°
Pancada de chuva

Mín. 12° Máx. 19°

14° Sensação
23.8 km/h Vento
69.6% Umidade do ar
83% (25mm) Chance de chuva
Amanhã (24/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 19°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sexta (25/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 19°

Sol com muitas nuvens