Especiais Empreendedorismo

Vida saudável, empreendedorismo e cultura

Farmacêutica, especializada em análises clínicas e em saúde coletiva, Sandra Marasca Martini é considerada uma das 25 mulheres empreendedoras de alta performance do Rio Grande do Sul.

27/05/2021 15h30 Atualizada há 3 semanas
Por: Giovana Herpich
Vida saudável, empreendedorismo e cultura

“O segredo de tudo é amar aquilo que faz; fazer com felicidade e ser grata por tudo”. 

Sandra Marasca Martini, CEO da  Franquia Mais Natural, nasceu no  município de Independência, filha de agricultores, morou até os 14 anos no campo. Segundo Sandra, a família sempre cobrou muito para que ela e os seus irmãos focassem nos estudos, e por isso, nunca teve dúvidas que faria faculdade, pós-graduação e que atuaria em alguma área.

“Quando somos adolescentes nos preocupamos muito com aquilo que vamos ser, e a escola também nos cobra muito sobre isso, mas esse estresse não deve ser tão grande, não devemos nos preocupar tão jovens, porque a vida nos direciona para caminhos diferentes daquilo que sonhamos, caminhos onde podemos ser muito mais felizes”.

A farmacêutica relata que sempre quis ser médica e que inclusive este também era o sonho de seu pai. Desta forma, após completar o ensino médio em Três de Maio, mudou-se para Passo Fundo onde dedicou-se ao cursinho preparatório por dois anos, e acabou ficando como quarta suplente na UPF, porém não foi chamada. Naquele momento, Sandra descobriu o curso de farmácia, que tinha a opção de análise clínicas e que poderia colocá-la dentro do hospital, já que este era seu maior sonho. Assim, formou-se em Farmácia pela Universidade Federal de Santa Maria, onde teve a oportunidade de se apaixonar pelo curso, e dedicar todas as suas férias a estágios no laboratório de análises clínicas do hospital  São Vicente de Paulo.

Ao terminar a faculdade e retornar para Três de Maio, Sandra descobriu que estava grávida do seu marido, com quem namorava desde os 14 anos. Porém, trabalhar em um laboratório de análises clínicas grávida não lhe interessava, pelo fato de que é uma profissão ligada a reagentes químicos. Desta forma, dedicou-se à gestação e no oitavo mês começou a atuar como farmacêutica, em uma farmácia da cidade. Após a licença-maternidade, os donos ofereceram-lhe uma de suas farmácias.

“Eu sabia que no momento que decidisse empreender, estaria desfocando das análises clínicas e que talvez nunca mais voltaria, por isso foi uma decisão muito importante para a minha vida”.

Depois de muita conversa, a farmacêutica assumiu a vida de empreendedora sem saber nada de administração, de comércio, ou como lidar com clientes, apenas com o conhecimento que havia adquirido na faculdade.  

“Tudo o que eu sei de administração hoje, tendo 26 anos de farmácia, aprendi fazendo, lutando, indo atrás e descobrindo como se faz”.

Ao abrir a terceira farmácia, surgiu pela primeira vez em sua vida, o questionamento de que se realmente queria ser proprietária de uma rede de farmácias, dando início a uma mudança estratégica do seu posicionamento: Sair do tratar o paciente/cliente que já está doente, para cuidar das pessoas para que elas não adoeçam. Com esta mudança de foco, decidiu criar a Mais Natural. Após não conseguir ser franqueada, Sandra resolveu criar sua própria loja, onde trabalhou por seis meses, pesquisando sobre fornecedor, infraestrutura, e todo o processo de andamento e funcionamento.  A CEO relata que mais uma vez teve que ser autodidata e descobrir sozinha como se montava um estabelecimento de produtos naturais. 

“Após seis meses de desenvolvimento, a loja Mais Natural foi aberta e foi um sucesso, nós recebíamos pessoas de outras cidades e estados, e nos tornamos praticamente um ponto turístico. Mas também, eu ouvia muito que eu era louca e que este tipo de negócio não cabia em Três de Maio, e isto mais me soava como um desafio do que como um obstáculo”.

O grande sucesso de seu empreendimento levou Sandra a transformar sua loja em uma franquia, colocando a Mais Natural  em três grandes estruturas: A franqueadora, uma empresa que presta consultoria e ensina o franqueado a abrir sua loja. A distribuidora, que alimenta todas as lojas franqueadas e mais inúmeras lojas no Brasil, e a indústria que produz a marca própria da Mais Natural.

“As pessoas me chamavam de louca e diziam que eu nunca ia conseguir erguer uma franquia a 500km da capital, falavam que ninguém conhecia Três de Maio, me mandavam desistir… Mas são essas coisas que nos fazem lutar ainda mais, com coragem".

A CEO fala com orgulho que é uma das únicas, senão a única, franquia que começa no campo e termina na mesa do consumidor, ou seja, que planta seus grãos e faz todo o processo de beneficiamento até a transportadora que distribui em 38 lojas espalhadas em 10 estados.

Por ter tido dificuldades em abrir uma franquia em cidades pequenas, Sandra desenvolveu o projeto de uma franquia de lojas de produtos naturais que pudesse estar em cidades pequenas, e em grandes cidades. E revela, que de início, quando estruturou, pensou em algo que não saísse do Rio Grande do Sul nos primeiros cinco anos, o que prova que planejamento deve existir, mas que é essencial saber sair da rota, já que em 2014 teve a oportunidade de participar da maior feira de produtos naturais da América Latina, que foi quando lançou a Mais Natural para o Brasil. 

A farmacêutica ressalta que quer continuar vendendo produtos livres de agrotóxicos, e reforça que existe um trabalho cultural muito grande a ser feito para que as pessoas entendam que para comer o natural, é necessário se dispor a comer algo realmente natural, e não uma mentira.

 “Comer bem é muito mais do que aquilo que está no meu prato, comer bem é a energia que está naquele parto, de quem produziu aquele alimento, a energia de quem está entre as pessoas estão sentadas à mesa. Não adianta comer alimentos extremamente saudáveis em uma mesa onde se briga, se discute, e se vive no celular. Alimentação saudável é quando eu consigo sentar e fazer a refeição em paz e isto é uma cultura que precisa se fortalecer muito”.

Sandra conta que a maior parte de suas lojas cresceram muito com a COVID-19, já que as pessoas passaram a se preocupar mais com suas qualidade de vida, mas ressalta, não adianta ter uma alimentação perfeita se não cuidar do seu eu. 

 "Nós somos aquilo que comemos, aquilo que pensamos e aquilo que falamos. A cultura mais importante é a cultura que entende meu corpo e minha alma”

Em 2019, a CEO recebeu um convite para fazer parte de um livro que estava sendo construído em todos os estados do Brasil, onde contemplaria 25 histórias das 25 mulheres consideradas empreendedoras de alta performance. Sandra Marasca Martini criou um legado que envolve Vida saudável, empreendedorismo e cultura. E muito mais do que empregar pessoas, ofereceu-as um sonho: 

“Cada vez que eu contrato um funcionário, eu convido eles para sonharem comigo e digo: trabalhem aqui até os dias que forem felizes, e no dia que não estiverem felizes eu vou fazer de tudo para lhes encaminhar para onde encontrarão sua felicidade”. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Três de Maio - RS

Três de Maio - Rio Grande do Sul

Sobre o município
Habitantes: 23.876 (IBGE) Prefeito: Marcos Corso (PP) Aniversário: 3 de maio
Três de Maio - RS
Atualizado às 20h10 - Fonte: Climatempo
16°
Pancada de chuva

Mín. 12° Máx. 19°

16° Sensação
18.6 km/h Vento
68.5% Umidade do ar
83% (25mm) Chance de chuva
Amanhã (24/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 19°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sexta (25/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 19°

Sol com muitas nuvens